Dermatologia

Hoje em dia, é cada vez mais comum as pessoas procurarem especialistas quando passam por um problema de saúde específico. Embora os médicos de atenção primária possam fazer um excelente trabalho no tratamento de quaisquer problemas gerais de saúde que surjam, se você tiver uma reclamação crônica mais específica, pode ser mais benéfico procurar o conselho de um profissional médico treinado especificamente nessa área. Isso é especialmente verdadeiro quando se trata de cuidados com a pele, razão pela qual a dermatologia é tão importante.

O que é dermatologia?

A dermatologia é uma especialização que tem como foco estudar, pesquisar, diagnosticar e gerenciar a saúde da pele, couro cabeludo, cabelos e unhas. A pele é o maior órgão do corpo e, como resultado, a dermatologia procura garantir que tudo continue a funcionar corretamente.

Embora muitos considerem a dermatologia um campo que se concentra exclusivamente no tratamento da acne, na realidade esse não é o caso. Dado o vasto número de problemas que podem surgir no maior órgão do corpo, a dermatologia tem uma amplitude e profundidade consideráveis ​​para atender à ampla variedade de necessidades do paciente.

Por que a dermatologia é importante?

A dermatologia é importante por várias razões. Com a ajuda da dermatologia podemos:

  • Tratar a Acne (quando adolescente ou adulto);

  • Tratar eczema ou psoríase;

  • Examinar manchas na pele;

  • Diagnosticar câncer de pele;

  • Tratar doenças das unhas;

  • Identificar os primeiros sinais de doenças mais graves com base na saúde das unhas;

  • Tratar a queda de cabelo;

  • Tratar cicatrizes..

A pele é um excelente indicador do que pode estar acontecendo abaixo da superfície. Portanto, se você acha que sua pele não está tão saudável quanto deveria, a dermatologia pode ajudar.

É muito importante ficar atento aos cuidados da sua pele. A exposição excessiva à luz solar tende a ser o fator mais importante associado ao desenvolvimento do câncer de pele. Os tipos mais comuns são carcinoma basocelular, carcinoma espinocelular e melanoma. Pessoas com pele clara tendem a desenvolver câncer de pele com mais frequência do que pessoas de pele escura. Quanto mais exposição ao sol as pessoas de pele clara recebem, maior a probabilidade de desenvolverem um câncer de pele. A exposição à radiação, trauma e exposição a certos produtos químicos também podem contribuir para o desenvolvimento de câncer de pele. A maioria dos cânceres de pele está presente por mais de um ano antes de serem diagnosticados e seu crescimento é relativamente lento.

Tumores incomuns na pele com áreas escuras, margens irregulares e espessamento da pele devem ser examinados por um dermatologista. Uma biópsia pode ser necessária para examinar a estrutura celular da pele para garantir que não é pré-cancerosa ou cancerosa. Isso pode levar a um diagnóstico e tratamento precoces.

Mantenha sua pele segura conhecendo os sinais de alerta do câncer de pele e tomando medidas preventivas. Os sinais de câncer de pele podem incluir manchas que mudam de aparência, têm formato irregular ou têm cores diferentes. Esteja atento para manchas na pele que parecem incomuns, feridas que não cicatrizam e a propagação da coloração da borda de uma mancha na pele ao redor. Evite se expor muito ao sol, use protetor solar.

Visitar seu dermatologista regularmente é tão importante quanto visitar seu médico ou dentista. Cada visita permite que o médico verifique seu estado atual de saúde da pele e, potencialmente, identifique quaisquer sinais precoces de problemas. Dado o fato de que é mais fácil tratar os sintomas quanto mais cedo eles forem detectados, você estará fazendo um favor a si mesmo ao manter-se em dia com seus cuidados com a pele e lembrar-se de agendar consultas regulares com o dermatologista.